Qual tipo de Lançamento digital escolher para lançar o seu produto?

27 novembro, 2020 por

Uma das principais vantagens da Fórmula de Lançamento, além dos resultados expressivos e rápidos, é a adaptabilidade do método para a realidade do seu negócio. Mesmo ainda sendo uma novidade no mercado, já existem várias formas de se fazer um Lançamento, cada uma com objetivos e abordagens diferentes. Se você quer descobrir qual a melhor para o seu produto, nesse texto vamos explicar os quatro principais e mais populares tipos de Lançamento. Olha só.

Imagem de alguém olhando para os própios pés, onde há duas setas no chão apontando para direções diferentes, como ilustração de ter que escolher qual tipo de lançamento utilizar.

Mas o que é a Fórmula de Lançamento?

Se você chegou aqui sem saber do que se trata a Fórmula de Lançamento, não tem problema, vamos lhe ajudar. Ela nada mais é do que um método específico de marketing e vendas. Fortemente baseado em três princípios: autoridade, antecipação e escassez. Para conseguir acelerar e escalonar os resultados de vendas de um produto.

A maior diferença desse método para as técnicas mais tradicionais é: o prolongamento das etapas pré-vendas, de promoção e divulgação; e a diminuição do período de disponibilidade do produto, quando as vendas finalmente acontecem.

Primeiro, a marca passa meses ou dias gerando ansiedade no público (por email, redes sociais, blog, etc.), utilizando técnicas como autoridade e gatilhos mentais. Para só então disponibilizar o produto, por tempo limitado, geralmente uma semana, antes de encerrar as vendas para reabri-las apenas em uma outra oportunidade.

Esse prazo curto, combinado com as semanas de antecipação, acabam criando uma forte sensação de escassez e exclusividade no público. Ocasionando um volume relativamente mais alto de vendas em apenas uma semana. Neste outro artigo, explicamos como o método surgiu e o passo a passo para implementá-lo.

Quais são os tipos de Lançamento?

Existem vários. Não apenas dentre os originais propostos por Jeff Walker, criador original do Product Launch Formula, e pelo Érico Rocha, que adaptou o método para o Brasil, mas também inovações trazidas pelo mercado. Nesse texto vamos explicar os quatro principais e mais populares dentre eles. Veja só:

1. Lançamento Interno

O Lançamento Interno é o modelo mais clássico da Fórmula de Lançamento e também considerado um dos mais eficazes, mas que exige um esforço relativamente maior.

Além da Fase de Relacionamento, o Lançamento Interno possui um período conhecido como Pré-Lançamento, que acontece de 7 a 10 dias antes do lançamento oficial. Nesse período são veiculados os Conteúdo de Pré-Lançamento (também conhecidos pela sigla CPL – cuidado para não confundir com a métrica Custo Por Lead). Geralmente são três videos, veiculados em datas diferentes, cada um respondendo uma pergunta relacionada ao seu produto ou tema: o primeiro responde “por quê? ”, o segundo responde “o quê? ”, e o terceiro responde “como? ”. O foco desse momento é gerar valor na sua oferta antes mesmo de vender.

Logo em seguida vem o período de Lançamento, quando o carrinho é aberto e a oferta é feita para a sua audiência, convidando a acessarem sua página de compra e, na maioria das vezes, assistir ao seu vídeo promocional. Algo típico dessa fase é o envio emails todos os dias para sua lista enquanto o carrinho estiver aberto, com mensagens de lembrete do prazo, argumentos de vendas, gatilhos mentais, entre outras.

Esse formato é o formato base da Fórmula de Lançamento e é o mesmo utilizado no Lançamento Externo, com a diferença de que aqui, você divulgará apenas para a sua própria base de leads, para a lista que você mesmo criou, sem envolver parceiros ou afiliados. Se você está em dúvida entre fazer um Lançamento Interno ou Externo, o conselho do Érico Rocha é fazer o Interno primeiro, pois assim você pode testar a sua oferta, ajustando o que não der certo e replicando ou intensificando o que der, para só mais tarde fazer um Externo. Visto que, se algo der errado com o público de parceiros, será muito mais difícil reverter.

2. Lançamento Externo

O Lançamento Externo também segue o modelo clássico da Fórmula de Lançamento com a diferença de que, desta vez, você irá firmar parcerias com outros profissionais, as que possuem públicos alinhados com seu produto, que irão divulgar o seu Lançamento junto com você.

Esse é um tipo de Lançamento ainda mais robusto, pois ajuda a firmar a sua autoridade com um público bem maior que o que você já conquistou além de aumentar a sua lista de contatos para futuros Lançamentos. Ainda assim, requer um grau de responsabilidade bem maior, por estar lidando com uma audiência de terceiros, por isso, não é o momento para testar coisas novas e o mais indicado é fazer Lançamentos Externos com ofertas já consolidadas.

Geralmente, você começará com uma Lançamento Interno para o seu próprio público, testando a sua proposta e melhorando de acordo com o feedback e resultados obtidos. Então, você dará início à captação de parceiros, sempre buscando mais qualidade do que quantidade: poucos parceiros fortes e estratégicos, alinhados com o seu produto, serão mais efetivos do que muitas parcerias. Uma vez definido quem vai trabalhar com você nessa empreitada, você inicia a divulgação por intermédio deles.

Um ponto para se atentar é que, normalmente, você precisará pagar uma comissão pelas vendas que esses parceiros realizarem, ou seja, uma porcentagem dos seus lucros com o Lançamento será compartilhada com eles. Por isso, uma maneira interessante de atrair parcerias é começar por promover os produtos de quem você está prospectando para a sua própria audiência antes de abordá-los, como forma de gerar um senso de reciprocidade.

3. Lançamento Relâmpago
Imagem de um relâmpago no céu para ilustrar o conceito de um dos tipos de Lançamento, o Lançamento Relâmpago.

Como o próprio nome já induz, o Lançamento Relâmpago é uma versão mais rápida e intensa da Fórmula de Lançamento.

Normalmente, ele dura apenas de 4 a 7 dias e foca no envio de vários emails para a lista de leads ou base de clientes que você já possui. O objetivo é gerar um faturamento alto em um espaço de tempo bastante curto.

Primeiro você precisará focar em construir essa lista, através da criação de um relacionamento com o seu público através de blogs e redes sociais e na captação dessa audiência para a sua lista através de iscas digitais (oferecendo materiais ricos, como ebooks e templates, em troca de cadastros, por exemplo).

O período Pré-Lançamento aqui é opcional, embora ele possa ser importar para tornar o seu Lançamento mais efetivo. Os emails enviados nessa etapa seriam focados em contar histórias e usar gatilhos mentais para deixar seus leads envolvidos e engajados, ou seja, preparados para uma potencial proposta.

Durante o Lançamento, você enviará vários email diariamente. O mais comum no mercado é o envio de 4 emails diários, em que você deve resgatar as histórias e gatilhos usados no período de Pré-Lançamento e conectá-los aos motivos que eles não podem perder a oportunidade que você está oferecendo. O ponto de atenção com esse tipo de Lançamento, é que ele precisa ser focado uma lista de leads quentes e qualificados. Devido ao tempo curto da oferta e a intensidade da comunicação, esse modelo não vai conseguir converter leads não engajados. Por isso, fique atento ao tipo de lead que você estará atraindo durante sua fase de captação

4. Lançamento Semente

Esse é um tipo de Lançamento bem mais simples e barato. Ideal para quem ainda não tem muita experiência nesse mercado e até mesmo para quem nem tem um produto pronto. Como o nome implica, é uma forma de semear seu negócio. Planta a semente do seu produto na mente do seu público e, com a ajuda deles, faze-lo se desenvolver.

O objetivo dele é justamente testar a receptividade do mercado para um novo produto. Nesse método, durante a Fase de Relacionamento, além de atrair e engajar sua base de leads, você vai interagir com eles para coletar feedbacks, ideias e relatos. Para então utilizar essas informações no desenvolvimento do seu produto. Só quando o seu produto já estiver adaptado às necessidades da sua audiência que você vai lança-lo, podendo, inclusive, lançar uma versão inicial dele, com um mega desconto ou bônus, para as pessoas que lhe ajudaram nesse processo.

Veja o passo a passo:

  • Insira a ideia do seu produto no seu público criando conteúdo relevantes que estejam relacionados com o que você tem intenção de desenvolver
  • Crie uma lista pequena de Pré-Lançamento, listas menores são mais responsivas e participativas. Para captar essa lista, crie uma Landing Page com uma isca digital (podendo se rum material rico, como um ebook, ou uma nesletter com tema relacionado) e a divulgue em seus canais.
  • Interaja com a sua lista. Além de enviar conteúdos exclusivos diretamente para eles, é interessante ter um momento interativo, como um webinar ou uma aula ao vivo, em que, além de entregar valor ao seu público, você pode ouvi-los e entender suas dores e necessidades.
  • Repita esse processo várias vezes no decorrer do desenvolvimento do seu produto, sempre mantendo seu público informado do status do processo. Assim você vai refinando o que está construindo enquanto mantém uma relação de confiança com seus futuros clientes.
  • Uma vez o produto pronto, lance com exclusividade para essa sua lista antes de lançar no mercado, prometendo bônus e vantagens que apenas eles terão se pagarem pelo acesso inicial.
  • Mesmo após esse lançamento inicial, mantenha o contato com a sua base de clientes semente, sempre coletando feedback e evoluindo o serviço até ele ficar realmente pronto para o mercado.

Deixe seu comentário

Inscreva-se em nossa Newsletter

E receba por e-mail novos conteúdos